Agende já a sua consulta!

www.facebook.com/psicobreve

(51)3012 -8384 / (51) 30194545

(51) 3019-2225 | (51) 3226-2225

Agende já a sua consulta!

www.facebook.com/psicobreve

(51)3012 -8384 / (51) 30194545

(51) 3019-2225 | (51) 3226-2225

Artigos

Visão psiquiátrica da renúncia de Jânio

A renúncia de Jânio Quadros provocou uma mudança política nos rumos do País, nos levando para uma ditadura militar. Renunciou 204 dias após assumir o poder e até hoje tentamos entender o fato.
Vou lembrar aos mais jovens o que aprontou o presidente nesse curto período de governo. Tomou atitudes estranhas, como proibir o desfile de maiô nos concurso de miss (apesar de ser mulherengo), as brigas de galos e as corridas de cavalos em dias úteis. Planejou a anexação da Guiana Francesa e acabou brigando com a maioria dos parlamentares, inclusive os aliados. Não teria dormido na noite anterior à renúncia e, ao clarear do dia, disse para a mulher e alguns assessores a seguinte frase: “A conspiração está em marcha, mas vergar eu não vergo”. Outro desabafo: “Com este Congresso não posso governar”. Depois da renúncia permaneceu um dia inteiro com a faixa de presidente no peito. Viajou de navio cargueiro para a Europa.

Continuar lendo